quarta-feira, 2 de abril de 2014

MANIFESTAÇÕES

Uma vez mais agradeço os muitos apelos pela volta e regularidade das matérias do meu blog. Da mesma forma, parentes mais próximos me pedem pra não mais retornar, preocupados com possíveis repercussões dos assuntos que trato aqui.
No entanto, hoje quero me manifestar sobre um assunto sobre o qual deixei interrogações, o que gerou margem, até mesmo, para especulações.

TV NOVO TEMPO

Fiquei devendo por muito tempo minha análise sobre o que representou a chegada da TV NOVO TEMPO em canal aberto em Belém do Pará. 
Em primeiro lugar devo dizer que foi uma GRANDE CONQUISTA. Daquelas que devem ser festejadas por muito tempo. O Senhor nos deu um grande presente! Talvez o maior que a população de Belém já tenha recebido. Doravante nossos lares terão a melhor opção em programação televisiva. A qualidade das nossas produções para a televisão é, realmente, diferenciada. Não devemos, portanto, cansar de exaltar o nome de Deus pela gigantesca benção ofertada ao povo de nossa Cidade.


COMO SE DEU?

Peço desculpas pela  interrogação que deixei sobre  a forma como essa conquista se deu, no caso a inauguração do canal 54, a TV NOVO TEMPO BELÉM em canal aberto. 
Não resta a menor dúvida que os nossos administradores empenharam-se grandemente para que esse nobre objetivo fosse alcançado. Imagino as reuniões, negociações, empreendimentos, campanhas e preces encaminhadas para que o "final feliz" fosse alcançado.Devemos, sim, aplaudir o espírito empreendedor e a ousadia daqueles que estiveram a frente desse projeto.
A questão que evoco, no entanto, diz respeito aos "atores" do processo. Particularmente refiro-me ao deputado federal que apareceu como o "grande padrinho" da conquista.
Como é do conhecimento de quase todos, os políticos tem muita facilidade de conseguir concessões de canais de televisão. Basta ser da base aliada do Governo Federal para que essa porta se escancare. Daí surgem as nomeações no âmbito federal em nosso Estado, em Brasília e por aí vai. 
Particularmente no caso da TV NOVO TEMPO o que se viu foi um político receber os méritos por ser o intermediário da compra/venda de uma emissora de televisão por três milhões e trezentos mil reais. Ora, há uma grande possibilidade do canal adquirido ser até então de propriedade do Deputado.Como já disse acima, há uma facilidade muito grande para a liberação de emissoras de rádio e televisão para os nossos parlamentares. Quem não sabe, por exemplo, que há políticos que montam verdadeiros impérios de comunicação em suas áreas de atuação? No entanto, ao se pesquisar na ANATEL os legítimos proprietários desses canais que, volto a repetir, são concessões do Governo Federal, jamais encontraremos os nomes desses políticos. Sempre estão no nome da mãe, dos irmãos, de amigos e outros. 
Voltando ao caso da TV NOVO TEMPO, o Deputado apresentado como o mentor da negociação ficou, provavelmente, com duas grandes conquistas; 1) Caso a emissora em questão fosse de sua propriedade, fez o que chamaríamos de "grande negócio". Afinal, ninguém vende ou repassa uma empresa, seja ela qual for, que seja rentável ou que esteja bem colocada no segmento em que atua. Muito provavelmente tratava-se de um canal parado ou funcionando em condições precárias, até então, que seus donos tivessem interesse imediato em repassá-la.Ganhou, sim, portanto, o Deputado, um bom valor num ano eleitoral no qual precisará de muito "cacife" para reeleger-se. 2) Ganhou também politicamente, já que sua exposição pública foi muito bem aproveitada por Ele próprio a quando de sua apresentação, com um discurso que a muitos levou ao "por pouco não me persuades". 
Isso implica dizer que não se tratou de uma benesse, um presente do Político aos adventistas do sétimo dia. Digamos que Sua Excelência estava no lugar certo, na hora certa e com um comprador da melhor qualidade!
Comemoremos, exaltemos unicamente o nome de Deus pela conquista! Parabenizemos os nossos administradores pelo denodo e luta incansável para que chegássemos a esse fim que a todos nós alegra. Nossa Instituição sempre tem a frente homens íntegros, idôneos, que dão credibilidade aos negócios que empreendem. O conceito desses homens é digno de reconhecimento por todos aqueles que tem a necessidade de oferecer seus produtos. É o caso dos que tem essa responsabilidade na nossa ANPa.
Agora, "UMA COISA É UMA COISA E OUTRA COISA É OUTRA COISA".

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

QUASE OFICIAL

Um fonte de muita credibilidade me informa agora que é quase certo que o governador Simão Jatene realmente não concorrerá a reeleição. É quase certo, também, que o deputado federal Nilson Pinto seja o candidato do PSDB na disputa que promete ter do outro lado o ex-prefeito de Ananindeua Helder Barbalho, com o apoio do Partido dos Trabalhadores.


MAIS UMA

Surge mais uma candidata a disputar os votos dos adventistas na eleição deste ano a Assembléia Legislativa. É a vereadora Dân Fortunato, presidente da Câmara Municipal de Tomé-Açú. Está no seu quarto mandato como vereadora, é adventista e agora deseja tornar-se deputada com o apoio dos seus irmãos de fé.


INAUGURAÇÃO

Está marcado para o dia oito de março a inauguração da TV NOVO TEMPO BELÉM. Uma grande programação está sendo organizada pela Associação Baixo Amazonas. 


SURGE UM CACHORRO NO MEIO DO CAMINHO

Um amigo me dizia, a quando da não escolha do Pará e mais precisamente de Belém para sediar a copa do mundo, que careciamos de toda uma infra estrutura para tal. Sempre o questionei por entender que o mais difícil para outros estados já possuímos, que é um bom estádio. As demais obras viriam a a reboque.
Ocorre que um episódio ocorrido na tarde e noite de ontem no estádio Edgar Proença, o nosso Mangueirão, realmente me fez entender que há certa coerência no que dizia o meu amigo.
Como é que pode um cachorro adentrar um campo de futebol no exato momento em que a partida ocorre? Foi o absurdo dos absurdos! Mas aconteceu! O que é pior: no exato momento em que um jogador do Remo preparava-se para fazer um gol. O animal teve que ser driblado também! Como diz o radialista Claudio Guiimarães: " São essas coisas que eu não entendo".

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

ESTRANHA!!!

Muito estranha essa conversa de que o governador Simão Jatene pode não vir a reeleição! Parece coisa da oposição! 
Vamos aguardar!


HORÁRIO

Não esqueça, ou lembre; neste sábado termina o horário de verão.

REPERCUSSÃO

Começou a repercutir nas redes sociais a questão da falta de estacionamento na Barão do Triunfo.Uma amiga da Cidade Nova V informa que na sua igreja, que também tem um colégio anexo a situação também é aflitante.


10 DIAS

Começa hoje o projeto 10 dias de oração e 10 horas de jejum. Participe!

MAIS UM....

Mais um dia de muita chuva em Belém, já pela manhã. 


SAMADELO EM BELÉM...


 Estação Gasômetro, 30 de março, as 19h00.

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

SAMBA DO CRIOULO DOIDO

A expressão acima sempre foi muito utilizada em nossa região, sobretudo pelos da minha geração e os que nos antecederam. Usava-se para manifestarmos surpresas  com atitudes, decisões e iniciativas as quais não entendiamos. Sabem aquela coisa que você fica de boca aberta sem entender bem o que motivou tal postura? 
O ano de 2013 terminou com alguns encaminhamentos pela assembléia quadrienal da Associação Baixo Amazonas que julgava-se serem pra valer. Como diria o ex-presidente Lula, "nunca, jamais na história" do nosso Campo ocorrera uma deliberação mudando um administrador e um departamental. 
A composição da comissão de nomeações daquela assembléia era da melhor qualidade. Nela dispunhamos de um profissional do direito muito respeitado pela nossa Instituição, uma educadora com trânsito em várias das nossas escolas e colégios da região norte, pastores, um médico e muitos outros que se fizeram ouvir no curso das propostas que eram formuladas e votadas.
Iniciado o ano de 2014, no entanto, vimos que as "supostas iniciativas" foram reformuladas. O que era pra ter sido deixou de ser. Quem já não era voltou a ser. E por aí vai!
Seria o tal "samba do crioulo doido" de volta?


PASTOR OU PSICÓLOGO?

 Certa feita recebi na Câmara Municipal de Belém, ainda quando trabalhava e era lotado no gabinete do ex-vereador Teobaldo Reis, a visita do Pr. Wellington Will, então pastor do distrito da Marambaia. Na época eu era seu primeiro ancião, função que desempenhei por mais de quinze anos. O objetivo do Pr. Will era dissuadir-me de seguir adiante no que ele considerava um equívoco grave. Sabem aquele estivo agressivo dos alemães? Como ele era descendente, em alguns momentos instou comigo de maneira enérgica, provocando-me a raciocinar mais sobre a realidade em foco naquele momento.
Antes de ser batizado o Pr. Claudomiro Fonsêca visitou minha mãe para preencher minha ficha. Dela ouviu: "mas esse menino ainda joga bola aos sábados, Pastor"! Fui procurado e arrancaram de mim o compromisso de não incorrer mais nessa atitude. 
Lembram quer antigamente era assim? Não havia aquela coisa de se trabalhar psicologicamente em primeiro lugar! Não tinha aquilo de não melindrar, de não mexer com a sensibilidade do membro da igreja! Hoje, o que se percebe é uma inversão nas atitudes tomadas visando levar nossos irmãos a refletir melhor sobre a realidade e voltar aos caminhos do Senhor. Nossos ministros preferem adotar a postura de psicólogos a de pastor, para a qual foram preparados. Pelo menos acho que foram! Com isso, o que se vê é um número cada vez maior de lares desfeitos, definições em relação a sexualidade deixadas por conta das crianças e adolescentes e outras situações que exigiriam uma postura mais determinante dos nossos conselheiros espirituais.
Alguém, ou muitos, podem dizer; "mas é algo do que não podemos fugir. Faz parte da modernidade". 
As perguntas que deixo são: o que faremos diante desse quadro? Adotaremos uma postura de conformismo? Tipo, já que é pra ser assim mesmo, que seja? Seu pastor é mais psicólogo ou mais pastor?

A PROPÓSITO!

Ontem, por volta das dezessete horas, recebi um telefonema de um amigo de juventude. Pedia-me que intercedesse por ele a Deus para que alguns obstáculos lhe fossem tirados do caminho, pois desejava ter uma melhor comunhão com Deus. Prometi a ele que o faria. Isso me leva a indagar: a quem nossos irmãos estão recorrendo em busca de socorro? A Deus, tudo bem! Não há melhor recurso que esse! Mas, e nos momentos de angústia, quando um ouvido amigo humano fez falta? Vez por outra ouço de uma amiga sua incessante luta familiar para manter o casamento! Como sofre essa nossa irmã! Quanta necessidade tem esses meus dois amigos de um aconselhamento pastoral, de um profissional que os oriente segundo a bíblia e o espírito de profecia!
Há muito desespero e poucos preparados a aconselhamentos em situações dramáticas que podem levar a consequências muitíssimo desagradáveis!

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

MUDANÇA; UMA NECESSIDADE?

Hoje me propus a considerar com vocês uma questão que tem me inquietado bastante. PORQUE OS HOMENS QUANDO, INVESTIDOS EM FUNÇÕES ADMINISTRATIVAS, MUDAM? 
Tenho me surpreendido muito com algumas posturas de alguns que resolveram se travestir de uma nova postura de forma a princípio absolutamente injustificada. 
Imaginemos que uma pessoa nessa condição precise se resguardar mais por conta dos novos desafios absorvidos, não se expondo para: 1) Não ser alvo de pedidos de fundo social; 2) Não serem associados a pessoas com as quais seus superiores tenham reservas; 3) Dar mais atenção a função recebida, otimizando seu tempo para fazer frente as novas atribuições. Poderia incluir outros itens, mas creio que esses bastam. Cada um deles realmente tem uma razão de ser. 
A questão é: realmente é necessário ir tão longe, ficar tão equidistante, ignorar amizades, o passado e até rever conceitos outrora defendidos com ardor. O que me inquieta é a metamorfose exagerada e incompreensível que essas criaturas adotam, chegando até, em algumas ocasiões, a desconhecer e desconsiderar os próprios familiares! 
O problema é que mais cedo ou mais tarde esse caminho é invertido. Ele pára e começa a retroceder. Quase que naturalmente você é obrigado a conviver novamente com a grande maioria daqueles a quem você desprezou quando esteve no "poder". E aí?? Vai ficar com "cara de tacho"? 
É evidente que nem todos adotam essa postura. Rapidamente passa como um filme em minha mente o nome de administradores que ainda ocupam essas funções que sempre se mantiveram na mesma linha. Onde se encontram adotam a mesmo procedimento. Suas posturas são coerentes com sua história.
Faço menção a esses fatos logo após a sucessão no HAB, mas esse não é nenhum recado ao novo Gestor. Trata-se de um Homem íntegro, um cristão, dono de uma conduta ilibada, que só merece meus elogios. Sempre foi uma pessoa discretíssima nas funções que exerceu e que merece de mim apoio irrestrito.
Mas é um recado, sim aqueles que "pensam ter um rei na barriga". Tadinhos deles!!! O amanhã é o amanhã!!! Ah, esse AMANHÃ!!!


AGRADECIMENTO!

Não poderia continuar sem antes agradecer as inúmeras manifestações de apreço e consideração a mim manifestadas por inúmeras pessoas no dia de ontem, quer por mensagens, quer por telefonemas, motivando-me a manter o blog.
Vamos adiante! 


MARAIAL

Para aqueles que não foram ao Coqueirão no sábado a noite assistir o cantor Marquinhos Maraial, hoje a pedida é a reapresentação na Igreja da Pedreira. Vamos lá?

ESTACIONAMENTO II

Voltando a inquietante situação do estacionamento na Barão do Triunfo. É óbvio que nenhuma solução será encaminhada! Imaginem se esse povo faria um investimento dessa monta por conta de uma matéria do meu blog! 
Só posso lembrar que o prazo dado pela Prefeitura de Belém-Semob (dois mêses) está chegando ao fim. Depois, haja multa! É chato ver meu amigo Antonio Martins anunciar na Igreja do Marco que "um carro está sendo guinchado".